Estamos sempre ouvindo sobre a participação dos hormônios em muitas das nossas atividades, emocionais e físicas. Sabemos que praticar atividades físicas faz com que o nosso corpo trabalhe melhor e ajuda a regular as substâncias no cérebro.

No texto de hoje vamos falar sobre a liberação de hormônios durante a prática de exercícios físicos e como eles afetam o desempenho do seu corpo e da sua mente. Vale a pena conferir!

Endorfinas

Os hormônios mais conhecidos e liberados ao praticar exercícios são as endorfinas. Elas são substâncias bioquímicas analgésicas, ou seja, analgésico natural, que tem a sua produção no nosso corpo potencializada com as atividades físicas. A endorfina ajuda a aliviar a dor e ainda regula as nossas emoções. Ao ser liberada, ela traz relaxamento para corpo inteiro, dando a sensação de prazer e bem-estar.

A liberação de endorfina é ótima principalmente para quem está em tratamento de depressões leves, ou que está muito sobrecarregado com as rotinas de trabalho. Isso porque ela ajuda a reduzir a ansiedade e o estresse, aliviando as tensões do dia a dia.

Hormônio do crescimento (GH)

Outro hormônio que produzimos quando estamos praticando alguma atividade física é o hormônio do crescimento, conhecido como GH. Durante o exercício, a sua produção é elevada, sendo ele um potente agente anabólico, que estimula o crescimento tecidual, cartilaginoso e ósseo.

shutterstock_228196117

Catecolaminas (Adrenalina e Noradrenalina)

As Catecolaminas são um grupo de substâncias em que estão presentes a adrenalina e a noradrenalina. Quando praticamos atividades físicas, a produção dos dois hormônios é aumentada, mas não na mesma intensidade. O principal efeito desse conjunto no nosso corpo é o aumento da taxa de metabolismo, além da liberação de glicose e de ácidos graxos livres na corrente sanguínea e a vasodilatação nos vasos do músculo. Há também o aumento no gasto energético do corpo, ótimo para quem quer perder uns quilinhos.

Você sabia que praticar atividades físicas pode liberar todos hormônios? É bom ressaltar que a intensidade e a duração da prática interferem também nessa produção. Agora queremos saber, quais as principais mudanças que você sente no seu corpo ao realizar exercícios? Conte-nos aqui nos comentários.