Hidroginástica: Saiba tudo sobre a atividade

Muitas pessoas que fazem corrida ou outro tipo de atividade mais pesada, procuram outras atividades de baixo impacto para intercalar os treinos. Assim, o atleta pode se exercitar, sem sobrecarregar os seus músculos e, consequentemente, sofrer overtraing.

Aqui no Blog já falamos sobre algumas modalidades para você optar nos seus dias de descanso, ou até mesmo como atividade principal, como a natação e o ballet fitness. Hoje vamos falar de mais uma que faz sucesso em todas as idades, a Hidroginástica.

Continue lendo

Ballet Fitness: A dança que conquistou as brasileiras

Hoje em dia muitas danças estão recebendo versões fitness. Isso porque o público, principalmente as mulheres, se interessa pela modalidade, já que ela trabalha a mente e o corpo ao mesmo tempo.

No texto de hoje vamos falar sobre a dança que está fazendo a cabeça das artistas e das amantes de academia, o Ballet Fitness. Venha conferir!

Continue lendo

Você já praticou o Crossfit? Saiba tudo sobre a modalidade

O Crossfit é uma modalidade de atividade física estruturada através de um programa de treinamento que busca trabalhar o condicionamento geral. Se você tem interesse em sair da rotina e se desafiar em cada nova etapa do seu treino, o Crossfit é ideal para você. A Cardiomed traz as principais informações sobre essa alternativa que é tendência nas academias.

Continue lendo

Treinos de Tiro: Para Aumentar Distância e Velocidade

O treino fracionado em tiros é uma pratica que aprimora a capacidade aeróbica do atleta. Estas ‘explosões de energia’ aumentam a absorção de oxigênio pelos músculos, o que permite que o corredor possa exercitar-se com uma intensidade de esforço mais elevada e durante um tempo maior.

Velocidade é a palavra-chave. Os tiros elevam o ritmo e gastam menos energia. O potencial energético e a resistência muscular são ampliados, oferecendo um condicionamento ideal para longas distâncias.

 

Como funciona?     

Este treinamento reveza estímulos de alta intensidade com baixo volume (tiros) e períodos de recuperação (trote, caminhada ou descanso). Esta técnica aumenta a capacidade do corredor de suportar o esforço, proporcionando ganhos extras na velocidade do ritmo competitivo e melhores marcas para superação pessoal.

A distância, a intensidade e a repetição dos tiros variam muito com o objetivo e a fase do treinamento.


8 dicas para quem está começando:

  1.  Realize esse tipo de treino apenas uma vez por semana: Por sua alta intensidade, os tiros provocam grande desgaste articular e muscular e exigem um tempo maior de recuperação.
  2. Procure locais seguros:  O ideal é que os tiros sejam realizados em pistas de atletismo. Evite terrenos irregulares.
  3. Sempre faça um aquecimento antes dos tiros com corrida leve.
  4. Equilibre a intensidade de todos os tiros.
  5. Respeite o tempo de recuperação entre os estímulos.
  6. Nunca pare abruptamente, para evitar lesões.
  7. Não exagere no volume de uma única sessão.
  8. Procure um profissional da área para orientá-lo.

treinamentodetiros3


Entenda a diferença

Tiros curtos: Treinos de tiros curtos, entre 50 e 400 metros, auxiliam, e muito, o ganho de velocidade do atleta. Esse treino é de alta intensidade e baixo volume, ou seja, pouca distância e expressivo esforço dos músculos e das articulações. Dica: Faça 100 metros em forte explosão (zona de desconforto físico), seguindo-se intervalo entre 2 a 5 minutos de trote levíssimo ou caminhada. Faça 10 séries de 100 metros, respeitando o tempo de descanso mencionado.

Treinos longos: A função principal do ‘longão’ é trabalhar a resistência, não a velocidade.  A técnica é exercida de forma contínua, sem intervalos e outras interrupções. O ritmo e a velocidade são mantidos na média e esta estratégia possibilita maior controle em relação à respiração e ao batimento cardíaco. Dica: Faça pelo menos 1200 metros em uma velocidade moderada antes de tentar elevar o ritmo. E quando for apertar o passo, não saia totalmente da velocidade considerada confortável.

O treino de tiros é essencial para qualquer corredor que queira melhorar o desempenho. Para manter velocidade e um ritmo consistente, cada corredor deve fazer os devidos ajustes ao seu treino, de acordo com sua realidade e metas.  Vale lembrar que a intensidade e volume devem se basear na frequência cardíaca máxima de cada corredor.  Supere seus próprios limites e tempo de corrida com prazer e responsabilidade.