A prática de atividades físicas regulares ajuda no bom funcionamento do organismo, auxilia na redução de gordura corporal, controla taxas de glicêmicas, triglicerídeos e pressão arterial. Os praticantes de exercícios físicos também possuem imunidade mais elevada, além de condicionamento físico e disposição bem maiores. A prática favorece o emagrecimento, definição e tonificação muscular.

Mas não é só o corpo físico e biológico que se favorecem com a prática regular de atividades, sendo que a adoção de uma rotina saudável impacta em todas as esferas da vida, sobretudo na saúde mental.

Os exercícios relaxam, aliviam estresse, estimulam a produção de endorfina e proporcionam mais bem-estar. Ainda que cada atividade proporcione diferentes resultados e estímulos, a prática de alguma modalidade que se adapte aos seus objetivos e perfil traz melhorias em aspectos biológicos, sociais, pessoais e mentais.

 

Libere Endorfina para ser mais feliz

Durante a prática de atividades físicas, o corpo libera mais endorfina, hormônio produzido pelo cérebro que interfere diretamente na percepção de dor e emoção. Dependendo da atividade realizada, o estímulo corporal proporciona relaxamento como em yoga, alongamento, ou alívio de estresse, por exemplo em esportes de impacto.

Quando o exercício exige força e impacta na musculatura ou concentração, a descarga emocional geralmente acompanha a prática. Por exemplo, lutas ou musculação elevam a adrenalina, que incentiva e proporciona mais resistência física e, após o relaxamento, ocorre a sensação de prazer e bem-estar, alívio de estresse e raiva.

Auto estima em alta

A prática de atividades físicas representa um autocuidado. Ao estabelecer uma relação mais saudável com o seu corpo, o bem-estar aumenta e, consequentemente, sua autoestima também. A adoção dos exercícios físicos não deve ser incentivada só pela busca de um corpo estético desejado, mas por uma melhora em todos os aspectos.

Pesquisas indicam que pessoas que sofrem depressão ou distorção de autoimagem têm melhoras significativas com as atividades físicas.

 

Prevenção começa cedo

Realizar atividades físicas tem melhoras a curto, médio e longo prazo. Se, a princípio, elas melhoram taxas de gordura, colesterol e glicemia, a longo prazo também não faltam benefícios. Com o estímulo do hipocampo, acarretado pelos exercícios, há melhoras na memória e na concentração, além de diminuir os riscos de doenças degenerativas.

beneficios-do-exercicio-para-mente

 

Nunca é cedo nem tarde demais para iniciar uma rotina de atividades, mas estudos indicam que se praticá-los entre 25 e 45 anos, eles terão maior impacto para um envelhecimento saudável.

 

Mais concentração e menos ansiedade

Assim como na depressão, as atividades físicas auxiliam na melhora da ansiedade e na concentração. Tanto nos casos de ansiedade contínua, quanto nas crises ansiosas, há uma melhora significativa no quadro emocional.

Ao adotar uma rotina de atividades, seu corpo físico ganha mais condicionamento, reduzindo o cansaço e dando mais disposição para a rotina de trabalho. Também, ao estabelecer um tempo de cuidado pessoal, relaxamento e distração, você alivia a pressão e adquire mais disposição mental para lidar com problemas.

 

Para acertar na escolha do exercício

Que a prática de atividades físicas proporciona maior bem-estar e saúde mental não há dúvidas. Mas você pode escolher a que melhor se adapta a você e aos seus objetivos. Musculação, lutas, cross fit e modalidade de alto impacto são boas para trabalhar o fortalecimento muscular, condicionamento físico e ganho de massa magra. Já atividades como pilates, yoga, dança, corrida, ou caminhada favorecem a queima calórica, o condicionamento físico e a resistência e tonificação muscular.