Pega-pega, esconde-esconde, educação física na escola, brincadeiras – correr é uma atividade que já faz parte da infância. Essa rotina de corrida como diversão pode ser um caminho para levar os pequenos para uma vida de exercícios físicos e, no futuro, ser uma grande aliada para livrar as crianças do sedentarismo.

Apesar de parecer, à primeira vista, uma atividade um pouco pesada para crianças pequenas, a corrida é muito recomendada para menores de 12 corrida_na_infânciaanos. Uma pesquisa recente feita pela UNESP (Universidade Estadual Paulista) mostrou que jovens que praticam atividades físicas tem duas vezes menos chances de se tornarem adultos sedentários em relação aos que tiveram uma infância mais parada. Porém, é fundamental se certificar de que os pequenos corredores não exagerem na dose do exercício e continuem se divertindo com a atividade.

Ficou interessado em iniciar seu filho numa rotina de treino de corrida? Confira a lista de dicas que a Cardiomed preparou para sua família:

Não priorize a competição. Existem muitos campeonatos para crianças, que podem ser ótimas para manter o pequeno corredor motivado. Entretanto, quando o esporte vira apenas uma corrida por medalhas e premiações, perde seu caráter lúdico e educativo. O importante écrianças_correndo garantir que seus filhos tomem gosto pela prática esportiva e continuem ativos por toda a vida. Para isso, é fundamental que a atividade física não perca a característica de brincadeira, pelo menos para os menores de 10 anos.  

Cuidado com a intensidade. As crianças ainda estão em fase de desenvolvimento físico e ósseo, de forma que pegar pesado nos treinos pode prejudicar a formação delas. O ato de forçar ou sobrecarregar a musculatura infantil pode dar origem a dores, que aparecem mais comumente durante a noite e acabam sendo erroneamente consideradas como “dores do crescimento”. Se seu  filho apresentar qualquer tipo de sintoma ou dor, oriente a criança a diminuir a intensidade da atividade física. Além disso, evite que menores de 13 anos percorram trajetos com mais de 5KM.

• Seja o exemplo. Crianças – especialmente as menores de 5 anos – usam o comportamento dos pais como parâmetro e espelho para interagir com o mundo. Ver os pais se preparando diariamente para os treinos de corrida será um ótimo incentivo para seus filhos, que irão adorar a brincadeira. Além disso, a presença dos pequenos pode ser um motivador a mais para os adultos que ainda estão começando sua rotina de treinos e terão o compromisso de acompanha-los na corrida.  São momentos em família como esses que permanecerão na memória das crianças para sempre.

Treinos não são necessários. Correr é uma atividade natural para as crianças, portanto, não é necessário que os momentos de prática da atividade tenham o mesmo rigor ou planejamento que os de adultos. Também não é recomendado focar na melhora do desempenho, já que crianças_corredoras_competindoa pressão de ter que alcançar os objetivos pode fazer com que os pequenos se frustrem e não queiram retornar ao esporte. Treinos direcionados e com metas definidas só são recomendados a partir dos 15 anos. Entretanto, ter um profissional de educação física acompanhando a atividade pode ser um bom negócio a princípio, para orientar quanto à intensidade ideal da corrida para cada criança.

 

Benefícios da corrida para crianças

A corrida, assim como no caso dos adultos, é muito benéfica para as crianças. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), que  recomenda fortemente a corrida como exercício infantil, a prática ocasiona os seguintes benefícios para os corredorezinhos:

• Fortalecimento dos músculos;

• Aumento da flexibilidade e da resistência;

• Estímulo da formação óssea;

• Melhora da coordenação motora;

• Aperfeiçoamento das capacidades respiratória e cardíaca;

• Aumento do apetite;

• Melhora do humor;

• Aumento da concentração e, consequentemente, do rendimento escolar.

Além disso, o ato de correr de duas a três vezes por semana desde a infância pode diminuir em até 20% os riscos de desenvolver doençascorrida_das_crianças cardíacas, obesidade, diabetes e hipertensão na idade adulta.

Saiba por onde começar!

Se seus filhos estão num período meio sedentário, introduza a corrida a eles da forma favorita dos pequenos: através da brincadeira. Confira abaixo algumas dicas de jogos que criarão o gosto pela corrida e, de quebra, farão as mamães e papais que estiverem brincando também se exercitarem e perderem calorias!

• Queimada ou caçador

Clique aqui para conferir as regras e instruções da brincadeira.

Benefício para as crianças: Desenvolve força, equilíbrio, lógica, noção de espaço e coordenação motora.

Benefício para os pais: Queima 150 calorias a cada 30 minutos de jogo.

 

• Pega-Bandeira, Pique-Bandeira ou Rouba-Bandeira

Clique aqui para conferir as regras e instruções da brincadeira.

Benefício para as crianças: Desenvolve noção de espaço, coordenação motora, lógica, trabalho em equipe e criatividade.

Benefício para os pais: Queima 220 calorias a cada 30 minutos de jogo.

 

• Pega-Pega

Clique aqui para conferir as regras e instruções da brincadeira.

Benefício para as crianças: Desenvolve coordenação motora, equilíbrio, velocidade e agilidade.

Benefício para os pais: Queima 200 calorias a cada 30 minutos de jogo.

 

• Barra-Manteiga

Clique aqui para conferir as regras e instruções da brincadeira.

Benefício para as crianças: Desenvolve capacidade cardiorrespiratória, corrida de curta distância, agilidade, lógica, velocidade.

Benefício para os pais: Queima 170 calorias a cada 30 minutos de jogo.

 

Divirta-se com seu filho! A convivência em família e o bem estar causado por ela pode ser um dos maiores benefícios que o esporte proporcionará às crianças.