Como prevenir doenças

Cuidar corretamente da saúde não se baseia em somente tratar dos problemas que enfrentamos de tempos em tempos, a prática também exige uma prevenção para que os problemas não cheguem até nós. Atualmente, as causas das doenças são quase todas conhecidas e, se tradas de maneira correta, evitáveis.

É importante citar que esse fato não se aplica a todas as doenças, existem muitas delas que não temos o controle de prevenir. Entretanto, algumas práticas do nosso dia a dia auxiliam em evitar as doenças, confira-as a baixo:

Dormir bem

O sono é essencial para a prevenção de doenças e ter uma vida mais saudável.  Ele permite que novos acontecimentos e aprendizados sejam processados pelo cérebro, que cria um novo contingente de células responsáveis por combateres os mais diversos tipos de agentes cânceres e infecciosos.

Além disso, quando se tem uma boa noite de sono, as lembranças são organizada e armazenadas. O hormônio do crescimento também é produzido quando se está dormindo, esse é importante para o corpo de diversas maneiras, principalmente para formar novos tecidos em crianças, reparar os tecidos danificados (não só nas crianças, como também nos adultos) e bloquear os efeitos negativos do estresse.

Por esses e outros aspectos, pode se deduzir que o sono é de suma importância para a saúde. Ele ajuda a prevenir diversas doenças, como as cardíacas, AVC, infecciosas, diabetes, obesidade, além de oferecer suporte necessário para todos os órgãos, os deixando mais forte, o que impedi que possíveis problemas futuras causem grandes complicações.

Manter uma alimentação saudável

Evite o consumo excessivo de carne vermelha, bebidas alcoólicas e industrializados que contém muito açúcar (como o refrigerante, por exemplo), essa é uma das melhores maneiras de prevenir doenças. O sal e sódio também merece uma atenção essencial, se consumidos em excesso, podem causar problemas. É aconselhável fazer pequenas refeições ao longo do dia e manter intervalos regulares entre elas. Lanches de fast foods e alimentos que contém muita gordura também devem ser deixado de lado.

Hipertensão, diabetes, obesidade, Alzheimer e gripe são apenas algumas doenças que podem ser prevenidas com uma boa alimentação. Portanto, abuse de frutas, legumes e verduras, eles ajudarão a prevenir futuros imprevistos indesejados.

Pratique atividades físicas

Manter-se fisicamente ativo é fundamental para a prevenção de doenças. Essas melhoram a concentração e aumentam a autoestima e a disposição, o que acaba trazendo bem-estar e reduzindo o percentual de gordura e colesterol ruim.

Afim de evitar doenças como a hipertensão, obesidade e diabetes, a prática de exercícios é muito importante. Quem os pratica tem um melhor controle sobre a ansiedade, isso pelo fato de que os exercícios colaboram com a produção de endorfina, que são neurotransmissores que tem a função de proporcionar a sensação de bem-estar.

Portanto, mexa-se! Troque o elevador pela escada, leve o cachorro para passear, cuido do jardim, varra a casa, pratique esportes. Além de todos os benefícios citados, a atividade física também previne o envelhecimento precoce.

Não fique muito tempo sem tomar vacina

Infelizmente, existem doenças que não podem ser evitadas apenas por mudanças de nossos hábitos. Porém, isso não significa que essas não sejam evitáveis. Esse é o caso de algumas enfermidades que podem ser evitadas através da vacina. Ela previne o tratamento de doenças como gripe, caxumba, tétano, febre amarela, sarampo, herpes, tuberculose e muitas outras.  É importante sempre seguir as indicações do médico e estar atento às campanhas dos postos de saúde para saber quais vacinas você pode tomar para se prevenir.

Mantenha a mente ativa 

Hábitos como praticar jogos de raciocínio, leitura, artesanato, estudo, cursos livres e até mesmo uma vida socialmente ativa são exemplos que ajudam a manter a mente ativa. Essa prática é sinônimo de prevenção de doenças relacionadas a mente, como a demência e o Alzheimer, muitas vezes causadas pela velhice. A saúde não se baseia somente no bom funcionamento do corpo, ter uma mente saudável também é de suma importância, tanto quanto manter a saúde do resto do corpo.

Assim, a prática de atividades e a criação de hábitos que auxiliem no exercício mental são ótimas maneiras de evitar doenças e se manter saudável. Isso significa menos chances de perda do poder das funções cerebrais.

Cuidado com as DSTs

As doenças sexualmente transmissíveis afetam grande parte da população. Algumas prevenções podem ser feitas afim de evita-las, como limitar o número de parceiros, sempre fazer exames, utilizar camisinha e se vacinar constantemente. Esse tipo de doença é passada para outra pessoa ao ter relações sexuais e nenhum grupo está imune, você pode estar infectado, independentemente da sua raça, cor, sexo, situação econômica ou idade.

Doenças sexualmente transmissíveis podem ter efeitos graves e permanentes a saúde. Ter uma DST aumenta o risco de contrais o vírus da imunodeficiência humana, ou HIV, o que pode levar a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS/SIDA).

 

As doenças, apesar de causarem uma tremenda “dor de cabeça”, podem ser prevenidas. Portanto, lembre-se sempre de cuidar do seu corpo cautelosamente, as dicas citadas ao decorrer da narrativa serão de grande auxilio.

 

A importância da higiene pessoal

A prática de se higienizar é muito importante para os seres humanos, independentemente da sua idade. A higiene não se limita em apenas tomar banho e escovar os dentes para evitar o mau hálito. Cuidar do corpo e de sua lua limpeza está diretamente ligado a zelar pela saúde. É importante saber que cada parte do nosso corpo tem características diferentes, as quais necessitam de cuidados específicos, assim, devemos manter sempre limpo, não só o corpo, como as roupas e acessórios que vamos usar bem como os objetos que vamos utilizar.

A história da higiene pessoal

Antigamente, hábitos de higiene pessoal eram totalmente desconhecidos. Esse fato contribuiu relevantemente para os grandes surtos de doenças como a peste negra, ocorrida na Europa entre o Período Medieval e até mesmo para a tuberculose, uma das doenças pulmonares do século XIX e XX.

O Brasil é um país considerado “avançado” quando a questão é higiene. Isso pelo fato de que o clima influenciou nossos banhos diários. Herdamos essa prática de nossos ancestrais indígenas. Entretanto, só a partir do século passado que a importância de se higienizar de maneira correta foi sendo divulgada por cientistas de todo mundo e se fortaleceram pelas grandes empresas de cosméticos que se formavam.

O hábito de higiene pessoal alavancou a partir do avanço tecnológico e a inserção dos banheiros dentro das residências. Antigamente, os dejetos eram descartados em plena rua e preocupações em lavar os cabelos e as mãos não existiam. Hoje em dia, o cenário sofreu uma mutação considerável, tendo em vista que grande parte da população tem acesso à rede de água encanada e esgotos. Além disso, atividades como banhos diários e lavar as mãos se tornaram extremamente comum, melhorando a qualidade e a vida saudável das pessoas.

Higiene Corporal

A higiene corporal é o conjunto de cuidados que devemos ter com nosso corpo. Esses cuidados são essenciais, já que evitam os micróbios e outros seres vivos indesejados, como vermes e bactérias, penetrem no nosso corpo e isso resulte na causa de uma doença. Essa higiene nos deixa dispostos, saudáveis e fortes.

É indispensável para a saúde manter a higiene corporal, assim, é preciso ficar atento a cuidar melhor do seu corpo, afim de evitar males realmente benéficos. Algumas práticas podem servir como recomendações para maternos uma higiene corporal adequada, são elas:

  • Lavar as mãos antes das refeições;
  • Cortar as unhas para evitar contaminações com bactérias;
  • Tomar banho todos os dias;
  • Lavar a cabeça sempre;
  • Escovar os dentes antes de dormir, ao levantar, antes e após as refeições;
  • Beber água filtrada ou fervida;
  • Evitar andar descalço, principalmente nas ruas;
  • Lavar bem os alimentos como frutas, verduras e legumes antes do consumo;
  • Utilizar roupas e acessórios corporais sempre limpos;
  • Cuidar da higiene intima;
  • Sempre dar descarga após o uso do sanitário.

Em relação ao banho, é importante e estarmos ciente de que após alguma atividade física ou depois de um dia corrido, com muitas tarefas, deve-se fazer adequadamente uma limpeza ao corpo, removendo a sujeira e os microrganismos que durante a atividade física, tenham se instalado no corpo, assegurando assim a limpeza da pele.

Tomar banho diariamente é indispensável para a saúde do corpo. O banho de ducha é o mais econômico, o mais prático e o mais higiênico. Logo após a pratica do banho, é importante verificar se os espaços entre os dedos estão secos e limpos.

Outra parte do corpo que deve estar constantemente limpa são as mãos. Elas devem ser lavadas antes e após ir ao banheiro e antes de mexer com alimentos e cozinhar, pois, as mãos são utilizadas praticamente o tempo todo, correndo o risco de passar micróbios para o alimento, caso não estejam devidamente limpas.  Além disso, as unhas também são de suma importância, elas devem estar sempre limpas e cortadas e deve ser evitado de coloca-las na boca e roê-las, porque as mesmas podem conter bactérias.

Os cabelos também devem estar devidamente limpos, lavados e penteados, além de terem que ser cortado regulamente. Eles acumulam poeiras e gorduras que precisam ser eliminadas e devem ser lavado no mínimo duas vezes por semana.

A higiene é extremamente importante para as pessoas, essa prática deve ser estimulada desde pequeno, para que as crianças se acostumem com elas e não tenham problemas depois de adultos. Lembre-se: se higienizar é preservar sua saúde, portanto, mantenha essa atividade sempre em dia.

 

Saúde Bucal

sorriso-saude-bucal
A saúde bucal é extremamente importante, cuidar diariamente dos seus dentes e da sua boca evita problemas pequenos e futuros problemas graves que são consequência do descuido da higiene bucal, confira algumas dicas e alertas sobre esse tópico.

Escovação diária

escovação-diária
A escovação diária dos dentes elimina resíduos de comida e bactérias, essas bactérias podem causar problemas na gengiva e resultar em dor e sangramento, além disso, realizar uma boa escovação resolve mau hálito e deixa os dentes limpos e brancos. Não só ajudando na aparência, a higiene bucal ajuda na mastigação e na saúde geral do seu corpo, é recomendado passar fio dental e escovar os dentes no mínimo 3 vezes por dia, ao acordar, depois de refeições e antes de dormir. Veja uma lista de benefícios de uma boca saudável:

  • Sem mau hálito (Halitose)
  • Boa mastigação
  • Gengivas saudáveis
  • Sem dor e sangramento ao escovar os dentes
  • Previne o aparecimento de cáries
  • Sem gosto ruim na boca (gosto metálico)
  • Dentes brancos e sem placas
  • Sem boca seca

Como realizar uma boa escovação

 

  • Procure a escova de dentes ideal para você, existem diversos modelos (Consulte seu dentista)
  • Limpe a boca por setores
  • Primeiro as superfícies que são voltadas paras as bochechas (Dentes inferiores e superiores)
  • Escove as superfícies internas (Dentes inferiores e superiores)
  • Escove a área onde a mastigação é realizada
  • Escovar a língua é extremamente importância, lá bactérias ficam acumuladas e causam mau hálito.

Doenças que uma má higiene bucal causa

A má escovação e falta de cuidados com a higiene bucal resulta desde pequenos problemas a coisas mais sérias, confira:

Gengivite: A gengivite é uma doença causada por um acúmulo de bactérias na gengiva, levando ao sangramento e dor, muitas pessoas param de escovar os dentes pensando que é melhor para a cura, no entanto, a não escovação só agrava o caso. A gengivite pode desaparecer e voltar, se não for trata pode resultar em uma outra doença chama periodontite.

Periodontite: A periodontite é a gengivite em um estado mais grave, os danos causados são irreversíveis, corroendo o osso e a gengiva, dando uma aparência extremamente feia e com muita dor, leva os dentes a caírem. Tabaco e consumo excessivo de álcool prejudica a gengiva, levando ao fortalecimento dessa doença.

Retração das gengivas: A retração das gengivas altera a parte estética e causa sensibilidade, prejudicando o sorriso e a auto estima da pessoa. É necessário procurar um dentista para tratar, ou será por meio do uso de um aparelho ortodôntico ou por cirurgia. O uso de escovas macias associado a uma escovação suave e não com força exagerada por ajudar a prevenir a retração das gengivas

Cáries: As cáries são resultado do acúmulo de bactérias nos dentes, elas causam sensibilidade e dor, se não forem tratadas corretamente podem evoluir para casos mais sérios, podendo até levar a perda de um dente.

Halitose: A halitose, conhecida popularmente por mau hálito, é causada pela má escovação e ingestão de certos alimentos, as bactérias se alimentam dos componentes que sobram e causam o cheiro ruim. O ideal é uma dieta balanceada acompanhada de muita água e uma boa escovação, é importante escovar a língua também, mesmo que seja um pouco desconfortável.

Endocardite Bacteriana: A endocardite bacteriana é uma doença extremamente perigosa, ela afeta o endocárdio (revestimento interno do coração), causando uma infecção que pode levar a morte, essa infecção é oriunda de outras partes do corpo, e a maioria dos casos ocorre por infecções na boca que se espalham pela corrente sanguíneo, é uma doença grave.

Não perca o hábito

manter-saude-bucal
Você já sabe os benefícios que uma boa higiene bucal traz e também sabe os problemas que a falta de cuidado acarreta, um simples hábito pode causar muito transtorno. O ideal é visitar o seu dentista regularmente e não descuidar da sua saúde bucal. É muito mais fácil prevenir as doenças e cuidar da sua saúde do que esperar que algo grave aconteça, fique atento aos sinais que o seu corpo da e cuide bem do seu sorriso!

Diabetes: Prevenção e Tratamento

Segundo dados estatísticos apresentados pela Sociedade Brasileira de Diabetes, mais de 13 milhões de pessoas sofrem dessa doença no Brasil, o equivalente a 6,9% da população geral. A diabetes consiste em uma falha na produção do hormônio insulina, responsável pelo controle da quantidade de glicose no sangue. Devido ao desequilíbrio causado pelos altos níveis de glicose no sangue (hiperglicemia), a pessoa pode sofrer danos nos órgãos, vasos sanguíneos e nervos. Confira como prevenir e tratar esta doença:

diabetes-prevenção-tratamento

Tipos de diabetes

A diabetes é uma doença que pode passar despercebida por muito tempo, é recomendado realizar exames médicos periodicamente a afim de detectar possíveis distúrbios. Existe mais de um tipo de diabetes:

Pré diabetes: A pré diabetes consiste em um quadro onde ainda não pode ser considerado diabetes, mas devido aos fatores de risco estarem presentes, as chances da doença se desenvolver são muito maiores, o que pode levar a diabetes tipo 2. É necessário prestar atenção nos sintomas e realizar um diagnóstico médico, a fim de tentar eliminar os fatores de risco e não desenvolver a doença.

Diabetes tipo 1: A diabetes tipo 1 é uma doença autoimune, ou seja, o próprio sistema imunológico ataca as células beta do corpo, prejudicando ou eliminando a produção da insulina, hormônio que é responsável pelo controle da glicose no sangue, causando a hiperglicemia. O tratamento envolve o uso de insulina e um planejamento de uma alimentação saudável junto de exercícios físicos, cerca de 5% a 10% das pessoas com a diabetes sofre do tipo 1, é comum aparecer em crianças e adolescentes, mas adultos podem sofrer da diabetes tipo 1 também.

Diabetes tipo 2: A diabetes tipo 2 é a mais comum e afeta cerca de 90% das pessoas que sofrem com a doença. Ela inibe parcialmente ou não permite que o organismo realize de forma correta a produção da insulina, em casos menos grave o controle pode ser feito através de atividade física e um planejamento alimentar saudável, já nos casos mais graves é necessário realizar o tratamento com insulina. É mais comum o aparecimento em adultos, mas crianças também podem apresenta a diabetes tipo 2.

Diabetes gestacional: A diabetes gestacional pode afetar qualquer mulher, pode causar diversos problemas ao bebê e complicações no parto. Com alta exposição do bebê ainda dentro do útero a grandes níveis de glicose, ele pode desenvolver um caso de obesidade ou até mesmo diabetes na vida adulta. Pode resultar em partos traumáticos e a macrossomia fetal (crescimento excessivo). É recomendado que a partir do 6° mês as gestantes realizem um exame para efetuar o diagnóstico.

Prevenção

prevenção-diabetes

Para realizar a prevenção da diabetes é necessário ficar atento aos fatores de risco e como eles Peso: O peso é um dos principais fatores que levam a desenvolver a diabetes, uma dieta saudável pode prevenir ou desacelerar o processo de desenvolvimento da doença.

  • Alimentação saudável: Uma alimentação saudável é essencial para prevenir várias doenças, uma delas é a diabetes. Evitar o consumo em excesso de gorduras e comer mais frutas é extremamente importante.
  • Exercícios físicos: O sedentarismo aumenta e muito as chances de desenvolver a diabetes. A prática do exercício física faz com que o organismo consuma a insulina para gerar energia e mantém o corpo saudável, ajudando também no controle do peso.
  • Genética: Se a histórico de diabetes na família é possível que você desenvolva a doença, pesquisar e estudar se algum parente próximo tem diabetes ajuda no diagnóstico e a controlar o progresso da diabetes.
  • Tabagismo: O cigarro aumenta as chances de desenvolver a diabetes, parar de fumar pode ser um ponto importante na prevenção. O ato de fumar deixa mais difícil o controle da insulina. Após cerca de 8 semanas após parar com os hábitos tabagistas já é possível notar diferenças na resistência do organismo a insulina.
  • Idade: Pessoas com mais de 45 anos possuem mais chances de desenvolver diabetes.

Esses são alguns dos principais fatores de risco, a diabetes também apresenta sinais que podem ser observados, são eles:

  • Boca seca
  • Problemas com ereção
  • Infecções constantes na pele
  • Infecções urinárias
  • Emagrecimento acompanhado de aumento repentino do apetite
  • Cansaço
  • Desmaios
  • Problemas de visão
  • Dificuldade de cicatrização

Tratamento

tratamento-diabetes

Para começar o tratamento é necessário realizar um exame, um exame comum de sangue já pode mostrar alterações na taxa glicêmica, se for desconfiado que a pessoa está com diabetes é realizado o exame de Curva Glicêmica, onde o paciente ingere um xarope de glicose enquanto são feitos exames de sangue a cada 30 minutos. Revelando de forma precisa se a pessoa tem ou não diabetes.

O médico irá lhe mostrar como deve ser feito o monitoramento, quais equipamentos você deve adquirir e como será feito o controle da taxa glicêmica. A medição no começo pode ser um pouco difícil, mas logo se torna natural. É importante sempre anotar os dados, os horários de uso do medicamento e levar ao seu médico as anotações, será mais fácil controlar a alimentação junto dos exercícios e saber como o seu organismo está lidando com o medicamento e com a diabetes.

Planejamento alimentar: O acompanhamento médico para desenvolver uma dieta saudável é essencial para o controle da doença, além de resultar em uma melhora significativo em todo o organismo, ajuda a manter o peso ideal.

Exercícios físicos: Assim como na prevenção, a prática de exercícios físicos é essencial no tratamento, junto do seu médico, analise qual é o melhor exercício que você deve praticar e desenvolva uma rotina junto do planejamento alimentar, o controle da insulina pelo organismo vai melhorar muito.

Medicamentos: Existem diversos medicamentos e o uso deles varia conforme a idade e evolução da doença. Um acompanhamento médico é essencial para a escolha do medicamento correto. No caso da diabetes tipo 2 as vezes não é necessário o uso dos medicamentos. Quando necessário o uso das injeções da insulina, deve ser aprendido a fazer a aplicação de forma correta e organizar os níveis que serão necessários serem utilizados.

Cuide da sua saúde

saúde-e-diabetes

Todo mundo está sujeito a desenvolver diabetes, mas levar a vida de forma saudável pode evitar que esse mal chegue até você. Uma simples mudança de hábito pode fazer toda diferença, presente atenção nessas dicas, analise o que você está fazendo de errado e não perca tempo, mude a sua vida!

Maus hábitos, como mudá-los?

Algumas pequenas mudanças de hábito podem melhorar, e muito, a nossa saúde. situações do dia a dia que passamos acabam causando pequenos danos a nossa saúde e que podem, a longo prazo, se transformar em problemas graves.

Isso pode ser evitado com algumas dicas, confira abaixo:

Mudando de vida

É muito interessante estabelecer uma meta, mas primeiro é necessário reconhecer quais são seus maus hábitos e entender por que você precisa mudá-los.

  • Fumar
  • Beber muito café
  • Comer muita comida artificial
  • Não comer frutas
  • Fazer pouco ou nenhum exercício
  • Roer as unhas
  • Assistir muita televisão
  • Não beber água
  • Ter pensamentos negativos
  • Dormir Pouco

Esses são apenas alguns maus hábitos que a maioria das pessoas pratica. É claro que largar um vício é muito difícil, mas não é impossível. Com muita força de vontade tudo é possível, por isso é interessante fazer uma maratona de 30 dias, durante esses 30 dias você deve estabelecer objetivos conforme a sua necessidade, se quer parar de fumar, comece substituindo o cigarro por uma goma de mascar, por exemplo. Se você não pratica exercícios, que tal começar a ir de bicicleta aos seus compromissos? Se bebe pouca água, ande com uma garrafinha da água e procure sempre tomar um gole ou outro, se o problema for roer as unhas existem remédios que você pode utilizar que dão um gosto ruim na boca quando você decidir roê-las. Comer frutas traz muitos benefícios e faz um grande bem a saúde, se não gostar, tente achar alguma fruta que o sabor lhe agrada, existem diversas opções como: laranja, melancia, maçã e banana. Vise sempre a sua necessidade, estabeleça o objetivo e encontre a solução.

Pensamento Positivo

Manter um pensamento positivo e otimista é essencial. Quando estamos em harmonia com a vida, tudo ao redor coopera. Ao invés de enxergar o lado ruim dos problemas, procure sempre por um lado bom, estamos sujeitos ao sucesso e ao fracasso o tempo todo, é necessário enxergar que, nem tudo dá certo e muito menos sai como esperávamos, o segredo é seguir em frente. Ter uma visão positiva ajuda a combater os maus hábitos, você terá menos preocupações e conseguirá focar em seus objetivos em busca de um bom resultado e uma mudança de vida, acredite no seu potencial.

Uma coisa de cada vez

Não tente mudar tudo de uma vez, vá com calma, concentre-se em um objetivo e faça de tudo para alcançá-lo. Com foco total em apenas uma tarefa, as chances de ela se tornar uma realidade são muito maiores do que se você se preocupar em fazer várias mudanças ao mesmo tempo. Para começar, encontre o que é desnecessário e que está incomodando você, eliminando uma coisa de cada vez você começará a sentir a diferença e se sentirá motivado a continuar mudando e acabando com os maus hábitos. Tente terminar o que começa, a dedicação e o compromisso junto do Single Tasking que abordamos é a receita perfeita para alcançar seu objetivo, seja ele qual for, não só uma mudança de hábito, mas como realizar um projeto, por exemplo.

Não desista

Repetição, repetição e mais repetição. Seja insistente, continue executando diariamente o exercício mental de que você consegue e, se precisar de ajuda, peça. Se espelhe em pessoas que possuíam o mau hábito que você quer mudar e pergunte a elas como elas conseguiram, qual caminho tomaram e quais foram as dificuldades enfrentadas, com certeza elas terão dicas valiosas em seu repertório que podem ser de extrema utilidade para você. Aprenda com seus erros e continue seguindo em frente, com certeza você conseguirá acabar com essa mania ruim que vem te incomodando e atrapalhando a sua vida.