Como consumir carboidratos sem engordar

Muitas pessoas estão seguindo dietas que cortam totalmente os carboidratos do cardápio por serem muito engordativos, mas a verdade é que essas dietas podem ser perigosas. O consumo controlado de carboidratos é essencial para uma vida saudável.

Tipos certos de carboidratos

É possível comer carboidratos e mesmo assim não engordar, basta entender como funciona o seu consumo e quais são os tipos ideias de carboidratos que você pode ingerir. Podemos dividi-los em dois grupos, sendo eles simples ou complexos. Confira a definição de cada um:

Carboidratos simples: Os carboidratos simples são metabolizados pelo organismo muito mais rápido do que os complexos, sendo uma fonte de energia quase que imediata. Dentro desse grupo está o arroz branco, pão, balas, refrigerantes, biscoito e entre outros. Por serem absorvidos rapidamente, aumentam a taxa de glicose no sangue e causam fome logo após a refeição, por isso não é recomendado consumir carboidratos simples em excesso.

Carboidratos complexos: Os carboidratos complexos são o tipo ideal de carboidrato que deve ser consumido. A absorção pelo organismo é muito mais lenta que os simples, o que causa a sensação de saciedade e evita lanches rápidos após a refeição. Além de evitar refeições fora de hora, os nutrientes presentes nesses alimentos são absorvidos em uma quantidade muito maior do que os carboidratos simples. Pelo processo de digestão ser lento, a energia fornecida dura por muito mais tempo e limita a quantidade de açúcares que é convertido em gordura, ajudando no emagrecimento se o consumo for acompanhado de atividades físicas. Neste grupo encontramos arroz, pão e massas integrais.

Agora que você sabe a diferença entre carboidratos simples e complexos, pode começar a seguir uma dieta mais saudável e que invés de engordar, irá lhe auxiliar no emagrecimento de forma saudável.

Como seguir uma dieta com carboidratos complexos?

carboidratos complexos

É possível seguir uma dieta com carboidratos e mesmo assim emagrecer de forma saudável, basta saber quais alimentos você pode incluir no seu cardápio:

É possível seguir uma dieta com carboidratos e mesmo assim emagrecer de forma saudável, basta saber quais alimentos você pode incluir no seu cardápio:

  • Pão integral;
  • Aveia;
  • Frutas com casca;
  • Barras de cereais;
  • Massa integral;
  • Arroz integral;
  • Batata doce;
  • Grãos em geral;
  • Feijão, lentilha e grão de bico;
  • Verduras;
  • Amaranto, centeio, linhaça

Esses são alguns dos alimentos que fornecem energia e podem ser incluídos no seu dia-a-dia. É importante saber também quais os alimentos que devem ser evitados nas refeições:

  • Massas
  • Arroz branco
  • Doces
  • Alimentos processados
  • Açúcar de mesa
  • Refrigerante
  • Pipoca
  • Pão branco
  • Farinha branca
  • Chocolate
  • Bolos
  • Cereais matinais

Claro, você não precisa cortar totalmente esses alimentos da sua dieta, mas se quiser emagrecer de forma saudável, o ideal é que você evita os presentes nesta lista ao máximo. Ingerindo muitos carboidratos simples você corre o risco de desenvolver doenças como diabetes devido ao ciclo vicioso que causa no corpo.

O carboidrato simples é ingerido, ocorre um pico de energia e açúcar, o corpo libera insulina, o açúcar em excesso é armazenado, o nível de açúcar no sangue fica baixo e você sente fome de novo. Esse processo acompanhado da falta de exercícios físicos pode resultar em uma perda de sensibilidade do corpo com a insulina, correndo o risco de desenvolver a diabetes, uma doença grave, mas que pode facilmente ser prevenida.

Os perigos de cortar os carboidratos

Perigos do corte de carboidrato

Cortas os carboidratos da dieta pode desencadear uma série de problemas, conheça os riscos que você está correndo ao eliminar o seu consumo.

Falta de energia: Os carboidratos fornecem energia para o corpo, se você os cortar da sua dieta sentirá desanimo, cansaço excessivo, dores de cabeça e tonturas. Isso ocorre, pois, o organismo necessita de energia para realizar os processos básicos, como manter o cérebro funcionando corretamente. Se você diminuir ou cortar o consumo de alimentos que dão energia, seu corpo irá diminuir a metabolização, economizando calorias e não as queimando.

Problemas no rim e fígado: Normalmente, as dietas que envolvem o corte de carboidratos o substituem por proteína, essa troca pode sobrecarregar os rins e o fígado, deixando seu corpo sujeito ao desenvolvimento de cálculos renais. A sobrecarga de proteínas também faz com que circule no sangue corpos cetônicos, ureia e nitrogênio, deixando o mais ácido. O corpo para combater a acidez resgata cálcio dos ossos, podendo levar a doenças como osteoporose.

Os músculos sofrem: A dieta sem carboidratos leva o corpo a buscar energia de outro lugar. O glicogênio presente nos músculos é utilizado, o que causa a perda de massa magra e preserva a gordura, perdendo força e desacelerando o metabolismo. Isso até pode ocasionar o emagrecimento, mas de forma ruim e nada saudável, já que a composição corporal será a maior parte de gordura.

Colesterol: O consumo excessivo de carnes e laticínios que é ocasionado nas dietas que substituem o carboidrato pode levar ao aumento do colesterol e consequentemente a problemas relacionados a ingestão de muita gordura, como problemas cardiovasculares.

Alimentação saudável e exercícios

boa alimentação e exercícios

Como você pode perceber, os ricos de cortar os carboidratos ou ingeri-los de forma errada pode resultar em diversos problemas, o ideal é seguir uma dieta saudável e equilibrada acompanhada de uma rotina com atividades físicas.

Como melhorar a circulação do sangue

É necessário cuidar de cada parte do nosso corpo, inclusive da circulação sanguínea. Problemas derivados de uma má circulação podem afetar o seu dia-a-dia e reduzir a sua qualidade de vida. Confira algumas dicas de como melhorar a circulação do sangue.

O que é má circulação?

A má circulação sanguínea está diretamente relacionada com a dificuldade do sangue em passar pelas veias e artérias, o que resulta no inchaço de algumas partes do corpo, como as mãos e os pés. As causas podem ser várias, ficar muito tempo de pé, cruzar ar pernas ou até mesmo questões hereditárias.

Muitas pessoas sofrem deste problema e nem imaginam, veja uma lista com alguns dos sintomas e descubra se você possui problemas de circulação sanguínea:

  • Dor nas pernas e mãos
  • Mãos e pernas mais frias que o normal
  • Formigamento
  • Pele seca
  • Varizes
  • Cansaço
  • Sensação de peso

A falta de atividades físicas e uma alimentação ruim podem agravar o problema e desencadear sintomas mais sérios, o ideal é seguir uma dieta balanceada e exercitar-se diariamente. O principal meio de combater a má circulação é por meio de alimentos saudáveis que afetam diretamente o funcionamento da movimentação do sangue no corpo.

Por que é importante combater a má circulação?

combater má circulaçao

A maioria das pessoas da pouca importância para os problemas relacionados a circulação do sangue devido ao fato de que no primeiro momento, as consequências são apenas um leve incômodo. No entanto, se não for tratada por meio de exercícios e uma alimentação balanceada, irá resultar em problemas mais graves.

O fluxo sanguíneo é afetado pelo coração, ou seja, este órgão deve estar em total funcionamento para garantir a circulação do sangue para as demais partes do nosso corpo. Os principais alimentos que agem para combater a má circulação trazem benefícios para o coração. Além de combater os problemas de circulação, você estará melhorando o seu organismo.

Ingerir pouco colesterol, pouca gordura e bastante antioxidantes é o ideal para garantir um fluxo sanguíneo eficiente. O sangue é responsável pelo transporte de diversas substâncias dentro do corpo humano, sendo elas nutrientes, oxigênio, minerais e vitaminas. Não cuidar desse processo irá gerar problemas futuros e causará incômodo.

Alimentos que ajudam a melhorar a circulação

alimentos para má circulação

Existem alimentos específicos que se adicionados à sua alimentação ajudam a combater a má circulação sanguínea e suas consequências:

  • Vitamina C: A vitamina C auxilia no processo de diluição do sangue e evita que a circulação fique fraca. Uma ótima dica é consumir diariamente uma cera quantidade de laranjas, entre ou após as refeições.
  • Alho e cebola: O alho e a cebola ajudam a reduzir a formação de trombos e coágulos, que resultam na obstrução dos vasos sanguíneos e prejudicam o fluxo de sangue no corpo. Estes ingredientes podem ser utilizados em quase todas as refeições e trazem inúmeros benefícios para o corpo e para a circulação.
  • Melancia: As melancias possuem em sua composição o Licopeno, um antioxidante que ajuda a melhorar a circulação do sangue. O tomate também possui esta substância, ela dá esse aspecto avermelhado aos alimentos.
  • Chocolate amargo: O chocolate amargo possui flavonoides naturais, estas substâncias auxiliam no processo do fluxo sanguíneo. Consumir diariamente uma pequena quantia de chocolate amargo traz vários benefícios para o corpo humano
  • Ômega 3: O ômega traz age diretamente no coração, consequentemente melhora o fluxo sanguíneo. Esta substância está principalmente presente em peixes. O ideal é consumir pelo menos uma vez por semana alimentos que contenham ômega 3 para surtir efeito no sistema cardiovascular.

Exercícios para melhorar a circulação

exercício para má circulação

Apesar de uma alimentação saudável ser extremamente importante para combater os problemas relacionados a má circulação, é necessário também realizar atividades físicas. Existem alguns exercícios básicos que você pode fazer diariamente para evitar os problemas de fluxo sanguíneo:

Movimente as pernas e os pés: Caminhe um pouco pela casa, faça a circulação do sangue fluir. Movimento os dedos dos pés como se estivesse abrindo e fechando. Levante o calcanhar e pise novamente no chão, quanto maior for a movimentação dos dedos do pé e da panturrilha melhor para o fluxo sanguíneo. Realizando esses simples exercícios que estimulam o corpo, você estará evitando as indesejadas varizes e marcas.

Movimentos os braços e as mãos: Alongue seus braços, mãos e dedos com frequência. Estes movimentos farão com o que o seu corpo exija um maior desempenho da circulação sanguínea e combaterão os sintomas como formigamento, mãos geladas e inchaço. Um simples abrir e apertar de mão já faz uma grande diferença.

Estes são alguns exercícios simples que você pode seguir, mas claro, o ideal é praticar exercícios físicos com bastante frequência e fugir do sedentarismo, uma das maiores causas da má circulação sanguínea.

Cuide do seu corpo

cuidados com o corpo

Não só para um bom funcionamento do fluxo sanguíneo, ter uma boa alimentação e praticar regularmente atividades físicas traz inúmeros benefícios para o seu corpo e mente. Siga estas dicas e combata a má circulação. Se você gostou deste artigo, confira nosso post sobre como combater um dos grandes problemas gerados pela falta de cuidado com a circulação sanguínea.

Alimentos ricos em fibras

Uma dieta rica em fibras traz inúmeros benefícios para a saúde, agindo diretamente no intestino e melhorando o seu funcionamento. Não só para o intestino, as fibras auxiliam no controle de peso e ajudam a prevenir doenças relacionadas ao coração, confira:

Alimentos que contém fibras

Por que uma dieta rica em fibras é importante?

O bom funcionamento do intestino é essencial para a saúde e também para o bem-estar. O corpo humano não possui enzimas capaz de digerir as fibras, sendo assim é ideal para as pessoas que possuem problemas com constipação. Quando ingerias em grandes quantidades, causam sensação de saciedade e evitam o consumo exagerado de alimentas nas refeições.

O valor indicado diário indicado para o consumo de fibras é de 25g a 35g, alinhando com bastante líquido, de preferência água, auxilia na formação do bolo fecal e previne problemas no intestino como prisão de ventre, enfermidades no cólon, colesterol alto, hipoglicemia e outras.

As fibras, que apesar de não serem digeridas como os carboidratos e proteínas, também são consideradas nutrientes. As principais fontes de fibras estão na composição de alimentos como: Feijão, leguminosas, cascas de frutas, cereais e poupa de frutas. Elas são divididas em dois grupos, sendo eles solúvel e insolúvel.

Qual a diferença entre fibras solúveis e insolúveis?

Alimentos ricos em fibras

As fibras estão em dois grupos, as solúveis e as insolúveis, é necessário compreender essas definições para entender melhor o funcionamento destes nutrientes e como eles agem no organismo do corpo humano.

Fibras solúveis: As fibras solúveis se diluem na água e formam um gel, incrementando a viscosidade dos alimentos e causando a sensação de saciedade, o que ajuda na perda de peso por reduzir e evitar exagerar nos alimentos durante as refeições. A mistura das fibras no estômago impede a absorção de glicose e lipídios. Além de auxiliar no controle do colesterol e prevenir doenças no cólon, uma dieta rica em fibras é essencial para quem sofre de diabetes, já que o ‘’gel’’ formado pelas fibras e água impede a absorção da glicose, evita que essas substâncias cheguem totalmente ao sangue, combatendo os picos de glicose alta nos diabéticos. Confira uma lista com quais alimentos são ricos em fibras solúveis:

  • Grãos
  • Frutas
  • Vegetais
  • Grãos leguminosos
  • Sementes de linho

Fibras insolúveis: As fibras insolúveis, diferente das solúveis, não formam um gel ao entrar em contato com a água, elas simplesmente não interagem e passam pelo trato gastrointestinal de forma intacta. Seu principal benefício é o aumento do bolo fecal e diminuem a fermentação no cólon distal. Esse tipo de fibra aumenta a absorção de água e torna o processo do trânsito intestinal muito mais rápido, auxiliando pessoas que possuem problemas de constipação e prevenindo a prisão de ventre. Outro benefício é que as fibras insolúveis retêm substâncias tóxicas de maneira natural, garantindo o bom funcionamento do trato intestinal. Veja uma lista com os principais alimentos ricos em fibras não solúveis.

  • Farelo de trigo
  • Pão integral
  • Cascas de frutas
  • Cereais
  • Feijão
  • Milho
  • Abóbora

Benefício de uma dieta de fibras contra problemas de saúde

Fibras Solúveis e Insolúveis

Uma dieta rica em fibras não auxilia apenas o bom funcionamento do intestino, mas age também contra diversas doenças.

Prisão de ventre: Pessoas que vão ao banheiro menos de três vezes por semanas podem se considerar com problemas de constipação. As causas são diversas, mas todo tratamento possui um fator em comum, uma dieta rica em fibras, acompanhada de exercícios físicos para combater o sedentarismo. Fibras insolúveis junto de bastante água resulta em um intestino saudável e melhora o bolo fecal.

Colesterol alto: Ingerir alimentos que possuem fibras solúveis ajuda a controlar as moléculas de gordura presentes no intestino, auxiliando no controle do colesterol ruim por meio da absorção do mesmo. Já as fibras insolúveis, através da sensação de saciedade, diminuem o consumo de alimentos com gordura de origem animal

Hipoglicemia: Alimentos como pão e macarrão são ricos em carboidratos, estes carboidratos são convertidos por enzimas em glicose, devido a esse processo o organismo do corpo humano produz insulina para nivelar a glicose no sangue, quando a glicose é absorvida rapidamente e a produção de insulina aumenta, é causada a hipoglicemia. Já os alimentos que possuem carboidratos ricos em fibras causam uma absorção da glicose de maneira mais lenta e gradativa, evitando a hipoglicemia, que causa tonturas, enjoo e vomito.

Obesidade: Quanto mais rápida a absorção de açucares pelo corpo, maior a fome. Mesmo que você tenha feito uma refeição extremamente completa, se o corpo absorver os açucares rápido demais, a fome continuará em seguida. Pessoas que fazem lanches doces após a refeição tendem a continuar com fome e consumir muitas calorias. A dieta rica em fibras, auxiliando no processo de absorção da glicose de forma mais lenta, evita a fome e consequentemente a obesidade.

Mude seu cardápio

cardápio rico em fibras

Uma dieta rica em fibras traz inúmero benefício para o seu corpo, combatendo doenças e deixando a sua alimentação mais saudável, mude agora o seu cardápio e veja a diferença. Se você achou este artigo útil, confira o nosso post sobre como ter uma alimentação intuitiva além do corpo.

Sushi faz bem à saúde?

A culinária japonesa vem fazendo muito sucesso entre os brasileiros, mas e quanto aos benefícios que comer sushi traz ao organismo humano? A ingestão desse alimento e suas diversas variações fazem bem? Confira nesse post.

O Sushi e o corpo humano

Comer sushi realmente faz bem? A resposta é sim, esse alimento carrega uma série de nutrientes que são absorvidos pelo corpo humano e agem no nosso organismo de maneira fantástica. Existem diversas opções no cardápio da culinária japonesa e cada uma delas tem algo diferente a oferecer.

São diversos os benefícios que comer sushi traz, e dependendo da opção que você escolher, agirá em uma parte específica do seu organismo. Isso ocorre devido à grande variedade de alimentos que fazem parte da sua composição. Vindo de uma cultura extremamente rica e antiga, estima-se que o sushi vem sendo consumindo há cerca de 700 anos atrás

Muito popular entre os brasileiros, existem inúmeros restaurantes espalhados pelo Brasil. Muitas pessoas são adeptas da culinária japonesa e nem imaginam a quantidade de benefícios que a ingestão desse alimento um tanto exótico pode trazer. Veja quais são os modelos de sushis e saiba como os seus nutrientes agem no corpo humano.

Sushi e seus benefícios

Com seu alto valor nutricional, o sushi é um prato (já que é composto por vários elementos) que age diretamente em várias áreas do corpo e auxilia na regulação de diversas partes do ser humano e seu organismo, ajudando até a prevenir doenças, confira:

Circulação sanguínea: O ferro é um nutriente que auxilia no processo da circulação sanguínea, melhorando a produção de glóbulos vermelhos. Esse estimulo causado na produção de glóbulos vermelhos melhora a cor da pele, o crescimento do cabelo e age no metabolismo, além de melhorar os processos de cicatrização dos tecidos do corpo.

Combate ao câncer: O sushi possui nutrientes que auxiliam no combate desta terrível doença. O wasabi, muito consumido com o sushi, possui diversas propriedades que são anticancerígenas devido aos antioxidantes presentes em sua composição. Os antioxidantes ajudam a evitar que células saudáveis se tornem células cancerígenas.

Digestão: O sushi é muito consumido junto do famoso chá verde, que ajuda a acelerar o metabolismo e contribui para uma digestão tranquila e saudável. Quase todos os restaurantes japoneses oferecem o chá verde como uma opção para acompanhar o prato.

Hormônios: A maioria dos pratos de sushi possuem uma grande quantidade de iodo, elemento que contribui para o sistema endócrino do nosso corpo. O iodo age diretamente na glândula da tireoide e se consumido na medida certa, ajuda a manter os hormônios do corpo regulados e auxiliando nos processos metabólicos do ser-humano.

Coração: A grande quantidade de ômega 3 presente em quase todas as opções de sushi auxilia no controle do colesterol do corpo. Nivelando o colesterol é possível prevenir que artérias fiquem obstruídas, isso impede diversas doenças que podem acontecer devido à presença do colesterol ruim no corpo. Eliminando assim, riscos grandes de ocorrer um infarto ou um acidente vascular cerebral (AVC).

Metabolismo: O sushi conta com altos níveis de proteína, a proteína presente no peixe que compõe o sushi é bastante saudável e de muita qualidade para o corpo humano. A ingestão do peixe auxilia nos processos metabólicos e melhora o funcionamento do organismo.

Imunidade: Imunidade alta é o principal combatente de possíveis doenças. O sushi e o wasabi contam com componentes antibacterianos e antivirais, auxiliando assim na prevenção de doenças relacionadas a baixa imunidade.

Não exagere

Apesar do sushi ser uma fonte de inúmeros benefícios, nada que consumido em excesso faz bem. O molho shoyu, um dos principais acompanhantes dos pratos de sushi, possui uma grande quantidade de sódio. O ideal é não utilizar demasiadamente o shoyu normal e optar por versões light.

O cream cheese e a maionese, os dois preferidos do brasileiro quando se fala em sushi, também não devem ser utilizados em exagero, eles possuem alto teor de gordura saturada e podem resultar em alguns quilos a mais se consumido em excesso. É recomendado também evitar os sushis que envolvem fritura e optar pelos mais saudáveis.

O sushi é uma ótima opção de comida saudável, mas se consumido de maneira exagerada, acaba se tornando muito calórico e equiparando-se até os alimentos servidos em restaurantes fast-food. É necessário também tomar cuidado com os restaurantes escolhidos, alguns realizam o processo de fazer o sushi com elementos mais calóricos que outros.

Muitas vezes o arroz é muito processado e acaba perdendo seus nutrientes, assim como outros elementos presentes no sushi. O ideal é frequentar restaurantes que servem o alimento bem fresco, assim você terá a garantia de que está usufruindo de todos os benefícios presentes no sushi.

Aproveite o sushi

O sushi é uma opção deliciosa e saudável de refeição, se consumido de maneira correta e sem exageros, acaba se tornando não só um grande aliado ao paladar, mas também ao organismo do corpo humano.

Como prevenir doenças

Cuidar corretamente da saúde não se baseia em somente tratar dos problemas que enfrentamos de tempos em tempos, a prática também exige uma prevenção para que os problemas não cheguem até nós. Atualmente, as causas das doenças são quase todas conhecidas e, se tradas de maneira correta, evitáveis.

É importante citar que esse fato não se aplica a todas as doenças, existem muitas delas que não temos o controle de prevenir. Entretanto, algumas práticas do nosso dia a dia auxiliam em evitar as doenças, confira-as a baixo:

Dormir bem

O sono é essencial para a prevenção de doenças e ter uma vida mais saudável.  Ele permite que novos acontecimentos e aprendizados sejam processados pelo cérebro, que cria um novo contingente de células responsáveis por combateres os mais diversos tipos de agentes cânceres e infecciosos.

Além disso, quando se tem uma boa noite de sono, as lembranças são organizada e armazenadas. O hormônio do crescimento também é produzido quando se está dormindo, esse é importante para o corpo de diversas maneiras, principalmente para formar novos tecidos em crianças, reparar os tecidos danificados (não só nas crianças, como também nos adultos) e bloquear os efeitos negativos do estresse.

Por esses e outros aspectos, pode se deduzir que o sono é de suma importância para a saúde. Ele ajuda a prevenir diversas doenças, como as cardíacas, AVC, infecciosas, diabetes, obesidade, além de oferecer suporte necessário para todos os órgãos, os deixando mais forte, o que impedi que possíveis problemas futuras causem grandes complicações.

Manter uma alimentação saudável

Evite o consumo excessivo de carne vermelha, bebidas alcoólicas e industrializados que contém muito açúcar (como o refrigerante, por exemplo), essa é uma das melhores maneiras de prevenir doenças. O sal e sódio também merece uma atenção essencial, se consumidos em excesso, podem causar problemas. É aconselhável fazer pequenas refeições ao longo do dia e manter intervalos regulares entre elas. Lanches de fast foods e alimentos que contém muita gordura também devem ser deixado de lado.

Hipertensão, diabetes, obesidade, Alzheimer e gripe são apenas algumas doenças que podem ser prevenidas com uma boa alimentação. Portanto, abuse de frutas, legumes e verduras, eles ajudarão a prevenir futuros imprevistos indesejados.

Pratique atividades físicas

Manter-se fisicamente ativo é fundamental para a prevenção de doenças. Essas melhoram a concentração e aumentam a autoestima e a disposição, o que acaba trazendo bem-estar e reduzindo o percentual de gordura e colesterol ruim.

Afim de evitar doenças como a hipertensão, obesidade e diabetes, a prática de exercícios é muito importante. Quem os pratica tem um melhor controle sobre a ansiedade, isso pelo fato de que os exercícios colaboram com a produção de endorfina, que são neurotransmissores que tem a função de proporcionar a sensação de bem-estar.

Portanto, mexa-se! Troque o elevador pela escada, leve o cachorro para passear, cuido do jardim, varra a casa, pratique esportes. Além de todos os benefícios citados, a atividade física também previne o envelhecimento precoce.

Não fique muito tempo sem tomar vacina

Infelizmente, existem doenças que não podem ser evitadas apenas por mudanças de nossos hábitos. Porém, isso não significa que essas não sejam evitáveis. Esse é o caso de algumas enfermidades que podem ser evitadas através da vacina. Ela previne o tratamento de doenças como gripe, caxumba, tétano, febre amarela, sarampo, herpes, tuberculose e muitas outras.  É importante sempre seguir as indicações do médico e estar atento às campanhas dos postos de saúde para saber quais vacinas você pode tomar para se prevenir.

Mantenha a mente ativa 

Hábitos como praticar jogos de raciocínio, leitura, artesanato, estudo, cursos livres e até mesmo uma vida socialmente ativa são exemplos que ajudam a manter a mente ativa. Essa prática é sinônimo de prevenção de doenças relacionadas a mente, como a demência e o Alzheimer, muitas vezes causadas pela velhice. A saúde não se baseia somente no bom funcionamento do corpo, ter uma mente saudável também é de suma importância, tanto quanto manter a saúde do resto do corpo.

Assim, a prática de atividades e a criação de hábitos que auxiliem no exercício mental são ótimas maneiras de evitar doenças e se manter saudável. Isso significa menos chances de perda do poder das funções cerebrais.

Cuidado com as DSTs

As doenças sexualmente transmissíveis afetam grande parte da população. Algumas prevenções podem ser feitas afim de evita-las, como limitar o número de parceiros, sempre fazer exames, utilizar camisinha e se vacinar constantemente. Esse tipo de doença é passada para outra pessoa ao ter relações sexuais e nenhum grupo está imune, você pode estar infectado, independentemente da sua raça, cor, sexo, situação econômica ou idade.

Doenças sexualmente transmissíveis podem ter efeitos graves e permanentes a saúde. Ter uma DST aumenta o risco de contrais o vírus da imunodeficiência humana, ou HIV, o que pode levar a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS/SIDA).

 

As doenças, apesar de causarem uma tremenda “dor de cabeça”, podem ser prevenidas. Portanto, lembre-se sempre de cuidar do seu corpo cautelosamente, as dicas citadas ao decorrer da narrativa serão de grande auxilio.